Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É oficial: estou com o queixo no chão...

21.12.07
Quando eu pensava que isto estava mal, ficou pior:

Futuro órgão máximo das escolas não será presidido por professores


Leiam a notícia, mas façam-no sentados(as):
Público | Portugal Diário | Semanário Sol

Agora vou ver um DVD que já não tenho mais vontade de trabalhar para a escola...

Autoria e outros dados (tags, etc)

O inglês técnico

21.12.07
Hoje ao ouvir o senhor Sócrates nas cerimónias de alargamento do Espaço Schengen finalmente consegui perceber o que era o "inglês técnico".



Na verdade não é mais do que uma forma de humor.
Ouvir o senhor Primeiro-Ministro a "inglesar"  dá direito a uma gargalhada.

...ou talvez não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

o gadjet para elas

21.12.07
ok, ok eu até nem sou machista...
Cá está o comando versão feminina:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

mudanças na direcção das escolas

21.12.07
Foram aprovadas em Conselho de Ministros as mudanças referentes à gestão das escolas.
Após uma primeira leitura, parece que há mais mudanças de nome do que de forma, contudo depois de ver mais atentamente não é bem assim.

 

5. Decreto-Lei que aprova o regime de autonomia, administração e gestão dos estabelecimentos públicos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário

 

Este Decreto-Lei, hoje aprovado na generalidade para consultas, vem completar o quadro de mudanças introduzidas na organização e na autonomia das escolas, dando, assim, sequência às propostas apresentadas pelo Primeiro-Ministro à Assembleia da República, no passado dia onze do corrente mês.

Estabelece-se um novo regime de autonomia, administração e gestão dos estabelecimentos públicos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário, visando (i) reforçar a participação das famílias e comunidades na direcção estratégica dos estabelecimentos de ensino; (ii) favorecer a constituição de lideranças fortes e (iii) reforçar a autonomia das escolas.

Deste modo, procura-se promover a abertura das escolas ao exterior e a sua integração nas comunidades locais, através da instituição de um órgão de direcção estratégica em que têm representação o pessoal docente e não docente, os pais e encarregados de educação (e também os alunos, no caso dos adultos e do ensino secundário), as autarquias e a comunidade local, nomeadamente as instituições, organizações e actividades económicas, sociais, culturais e científicas.

A este órgão colegial de direcção – designado Conselho Geral – caberá a aprovação das regras fundamentais de funcionamento da escola (regulamento interno), as decisões estratégicas e de planeamento (projecto educativo, plano de actividades) e o acompanhamento e fiscalização da sua concretização (relatório anual de actividades).

Além disso, confia-se a este órgão a capacidade de eleger o director que, em consequência, lhe terá de prestar contas.

Simultaneamente, procura-se reforçar a liderança das escolas o que constitui, reconhecidamente, uma das mais necessárias medidas de reorganização do regime de administração escolar, criando-se o cargo de director, coadjuvado por um pequeno número de adjuntos, mas constituindo um órgão unipessoal e não um órgão colegial.

Ao director será confiada a gestão administrativa, financeira e pedagógica, assumindo também, para o efeito, a presidência do Conselho Pedagógico, devendo o director ser recrutado de entre docentes do ensino público ou particular e cooperativo qualificados para o exercício das funções, seja pela formação ou pela experiência na administração e gestão escolar.

No sentido de reforçar a liderança da escola e de conferir maior eficácia, mas também mais responsabilidade ao director, é-lhe atribuído o poder de designar os responsáveis pelas estruturas de coordenação e supervisão pedagógica.

No tocante ao reforço da autonomia das escolas, estabelece-se um enquadramento legal mínimo, determinando apenas a criação de algumas estruturas de coordenação de primeiro nível (departamentos curriculares) com assento no Conselho Pedagógico e de acompanhamento dos alunos (conselhos e directores de turma). No mais, é dada às escolas a faculdade de se organizarem, de criar estruturas e de as fazer representar no Conselho Pedagógico.

Resumindo:
A Assembleia de Escola passa a ser o Conselho Geral.
As suas funções são as mesmas que já tinha (aprovar o regulamento interno, o projecto educativo e o plano de actividades e elaborar o relatório anual de actividades) às quais acresce a de eleger o director, o qual terá de lhe prestar contas!

O Conselho Executivo morre.

Isto é, deixa de ser um órgão colegial para passar a "órgão unipessoal" desempenhado pela figura do "director" que pode ser ajudado por adjuntos. Este director terá a seu cargo a gestão administrativa, financeira e pedagógica.
O director passa também a ser o presidente do Conselho Pedagógico e é ele que nomeia todos os coordenadores da escola.

Outra coisa: será que interpretei mal isto ou agora um professor, que nem sequer é professor-titular, pode ser eleito director e nomear, gerir e coordenar os famosos professores de 1ª categoria?


Boas Festas!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

subscrever feeds