Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o sítio do conguito

deambulações pela net, palavras, imagens, sons, coisas estranhas... enfim, eu.

31 Mai, 2009

este fim de semana

Este fim de semana seria de arrasar. A correr de um lado para o outro do país e a preparar uma cerimónia para a catequese e se houvesse tempo ainda a dar um salto a Braga à festa Romana que há por lá.

 

 

O Sábado começou cedo com a saída de Famalicão e o Twitter sempre na mão para acompanhar as novidades.

A viagem correu muito bem, apesar do grupinho ser bem menor que da última vez. A Manifestação superou todas as minhas expectativas. Não arrisco um número mas posso garantir que esta não foi a menor das manifestações e já fui a pelo menos 4.

O dia também deu para dar dois dedos de conversa com o condutor, que fez anos esta semana, e descobrir umas esplanadas muito interessantes ali para os lados do Rossio.

Mas o melhor do dia (e talvez do fim de semana) foi encontrar no meio daquela gente toda, via Francisco Louçã, a genial Ana Drago!

Bem, eu parecia uma pita num concerto dos Tokio Hotel, mas lá me consegui controlar e agradecer-lhe tudo o que tem feito pelos professores e arrancar-lhe 2 beijinhos.

 

Depois foi o costume, voltar a casa, parar para comer qualquer coisa e chegar a casa já de madrugada e todo estourado.

 

Já agora, a Ana Drago é baixinha. Quem diria... além de jeitosa é baixinha. Cool

 

O domingo foi stressante mas pela hora de almoço já tinha passado o mais complicado. Os putos portaram-se quase todos bem e acho que até aprenderam alguma coisa.

O pior foi a tarde: estava um bafo tão quente cá fora que desisti de ir a Braga: aquilo devia estar um forno.

Destino: casinha, com o computador pela frente para editar as fotos da manif e ver se escrevo alguma coisa. E acho que é isso mesmo que vou fazer.

 

Ai Ana Drago, Ana Drago...

Há uns meses, quando actualizei o Quicktime para a versão 7.6 deixei de poder vídeos .mov no Firefox. O navegador estava constantemente a pedir-me para actualizar o plugin do Quicktime, quando eu tinha a versão mais recente.

 

Ainda tentei ver os videos usando o Safari mas decidi investigar a origem de tão estranha situação.

Ao fim de umas sessões de google descobri que, devido a um problema de tradução, o firefox não reconhece a versão instalada do Quicktime.

A solução passa por editar um ficheiro bem dentro do sistema ou (maravilha desta comunidade chamada Internet) usar um pequeno programa, gratuito, que corrige as traduções mal feitas e deixa o Firefox (e às vezes o Safari) "às escuras".

 

Resta agradecer ao gmcouto, do fórum MacMagazine pela solução instantânea.

 

 

 

uma das coisas que mais tenho feito nos últimos tempos (derivado à minha condição de... proprietário) é dançar. Isso e cantar (como uma avestruz, diga-se de passagem).

 

a dança tem a particularidade de nos libertar, animar e muito mais. é algo obrigatório para quando nos sentimos menos bem e natural quando estamos bem dispostos. Por isso, este vídeo da primeira animação do género em Portugal, é dedicado a todos aqueles que adoram dançar.

;-)

 Há uns dias recebi uma mensagem por MSN a indicar que um tio meu tinha encontrado uma coruja bebé. Estava a tentar tratar dela mas não sabia o que lhe havia de fazer.

 

 

A primeira coisa que me veio à cabeça foi pedir ajuda ao twitter. Em poucos minutos começaram a chover sugestões de comida mas também várias informações sobre serviços e instituições que poderiam ajudar a recuperar a ave.

 

Mesmo sem ver o bichinho e sem saber muitos pormenores lá reencaminhei a informação para os meus primos.

 

Hoje fui ver a "atracção" e lá estava ela, com uma expressão assustada e com umas quantas penas reviradas. Fez-me lembrar as corujas do Harry Potter, não sei porquê...

 

O meu tio disse-me que a encontrou confusa no chão, junto a casa, provavelmente depois de uma lição de voo que correu mal. Para a alimentar tem usado pedaços de carne de passaritos que por ali passam (o meu primo ganhou mais um motivo para voltar a pegar na "pressão de ar") e uns abelhões que andam pelas flores do jardim.

Contudo ela mostra o ar de quem precisa de cuidados especializados, por isso, amanhã, deveremos começar a contactar as instituições de protecção animal. Afinal a visita de estudo da próxima quinta-feira à Quinta de S. Inácio veio mesmo mesmo a calhar.

 

E aqui está um exemplo de como uma comunidade que agrupa milhares de pessoas que aparentemente não têm nada em comum consegue fazer maravilhas...

Pág. 1/3