Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

o sítio do conguito

deambulações pela net, palavras, imagens, sons, coisas estranhas... enfim, eu.

[história para o fonema d]   Era uma vez uma menina chamada Dália. A Dália era uma menina muito curiosa e que estava sempre à procura de coisas para brincar. Num dia de sol, ela estava a brincar no sótão quando encontrou, no fundo de uma mala cheia de pó um anel velho. Ficou muito curiosa pois queria saber de quem era o anel. Foi até à casa de banho e limpou muito bem o anel até ele ficar brilhantes como o Sol. Depois pôs o anel no seu dedo. De repente, o anel começou a (...)
[roubado dos comentários do Fábulas]   Era uma vez uma pato. Ou melhor, uma pata. Uma pata grande e poderosa. No grande reino da Patolândia, a população era constituida por muitas espécies de patos, todas elas vivendo em amena convivência, nadando nos mesmos lagos, alimentando-se pacificamente dos amplos recursos com que a natureza bafejara o reino. No norte, viviam os patos (...)
O mais interessante nas histórias é o facto de nos causar emoções. Boas ou más, estranhas ou conhecidas. São essas emoções que fazem com que a história fique na nossa memória. A Saltapocinhas consegui-o outra vez:   Hoje de manhã, quando me levantei mal falei com o meu marido. Estava furiosa com ele! E não é para menos! Eu (...)
"Um dia, quando um homem chegou tarde a casa, cansado e irritado após um dia de trabalho, encontrou, esperando por si à porta, o seu filho de 5 anos. - Papá, posso fazer-te uma pergunta? - Claro que sim. O que é? - Quanto ganhas numa hora? - Isso não é da tua conta. Porque me perguntas isso?! - respondeu o homem, zangado. - Só para saber. Por favor... diz lá... quanto ganhas numa hora? - perguntou novamente o miúdo. - Bom... já que queres tanto saber, ganho 10 euros por hora. (...)